A floresta amazônica está em chamas e a fumaça pode ser vista do espaço.

- 13:48

Na segunda-feira à tarde, toda a cidade de São Paulo, Brasil, escureceu completamente: a cidade foi soterrada pelos altos ventos dos incêndios florestais que queimavam a quase 2700 quilômetros de distância. Foi quando a mídia e o mundo perceberam que a floresta amazônica estava em chamas. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o Inpe, foram detectados quase 72.843 incêndios florestais.

O centro de pesquisa diz que seus dados de satélite mostraram um aumento de 83% durante o mesmo período em 2018, demonstrando que a maior floresta tropical do planeta sofreu um número recorde de incêndios.

Os moradores de São Paulo ficaram surpresos quando presenciaram um blecaute durante o dia. Uma frente fria agravou os efeitos da fumaça do norte do país.

Os moradores coletaram a água da chuva quando o céu escureceu, e esse foi o resultado:
Mas eles não foram os únicos que notaram um aumento na atividade de fogo. A Nasa publicou fotos tiradas do espaço que mostram a fumaça ao redor da floresta amazônica.
Embora a Amazônia seja relativamente resistente ao fogo devido à sua umidade natural, os incêndios florestais aumentaram nas últimas décadas e a causa é atribuída a uma combinação de seca e atividade humana, incluindo agricultura e mineração.

Publicidade