Esta mulher de 63 anos é considerada ‘a avó mais bonita do mundo’. Observe quando ela se vira

- 21:22

Yazemeenah Rossi, é uma francesa que estrelou a capa de revistas de todo o mundo. Mas ela não começou a trabalhar como modelo sendo uma adolescente, como a maioria, e sim quando tinha mais de 30 anos de idade.

Yazemeenah nos ensinou que você não precisa ser jovem para ser modelo. E isso tem sido mostrado há 30 anos.


Embora ela trabalhe na indústria da moda há anos, é verdade que é um mundo para jovens.
The Dreslyn, uma loja de roupas íntimas e a companhia Land of Women fizeram uma sessão de fotos, o fundador da "The Dreslyn" disse: "Eu queria uma publicidade de roupas de banho com outra perspectiva, mostrando que as roupas do banheiro nem sempre têm que ser sexista e que também as mulheres mais velhas podem ser modelos e realizar esse tipo de publicidade".

Também explica por que escolheu Rossi:

"Ela é uma mulher com muita vitalidade e saúde. Ela tem certeza de si mesma, uma grande artista e o que mais me agrada nela é que ela está sempre cuidando de si mesma em todos os aspectos. Ela é uma mulher sábia e viveu grandes experiências ao longo da vida ", explica ele.
"A idade é uma aptidão para mim. Se você tiver contato com sua criança interior e continuar curioso sobre a vida, você automaticamente ganhará nova energia", diz Yazemeenah, que não tem" a chave mágica" para continuar sendo jovem.

"Eu nunca fiz cirurgia. Me encontro e pareço bem, então não vejo a necessidade de operar."
"Eu uso óleo para a minha pele e aplico óleo vegetal no meu cabelo. Uma vez por semana eu descasco minha pele com azeite e açúcar. Como um abacate todos os dias e eu sempre consome carne e peixe orgânicos. Esse tipo de consumo ecológico eu tenho feito há algum tempo antes mesmo de se tornar moda", diz o modelo.


O fundador do The Dreslyn disse que essa mulher sabe viver a vida, que sempre irradia saúde e vitalidade, além de ser muito inteligente.

O que você acha de uma mulher ser modelo com mais de 60 anos? Deixe sua opinião nos comentários.


Publicidade