Publicado em: ,

Mãe vai enterrar sua filha com câncer, então ela acorda e diz 4 palavras que os deixa em choque

Compartilhe

Doença é sinônimo de tristeza, não só a pessoa afetada sofre, mas também aqueles que estão à sua volta. É ainda mais lamentável quando a pessoa afetada é menor de idade.
Abby tinha apenas 4 anos e uma vida à frente quando a coisa mais infeliz aconteceu; foi diagnosticada com leucemia. Os médicos informaram os pais que havia apenas 20% de chances da  menina sobreviver, mas ela decidiu agarrar à vida.


O hospital tornou-se a segunda casa da família Furco, todos os membros apoiaram e contribuíram, encheram a menina com amor e muitos cuidados, porque eles sabiam que a qualquer momento eles poderiam perdê-la. Às vezes, os dias costumavam ser tão cansativos, mas, eles decidiram nunca jogar a toalha, pois sua pequena valia todos os esforços, todos os cuidados, toda a fadiga e todas as esperanças do mundo.


Felizmente, após um longo período de tratamento, isso acabou e Abby melhorou, foi capaz de retornar à escola, conviver com seus amigos como qualquer outra criança e levar uma vida mais normal. Mas cantar a vitória foi muito precipitado porque, infelizmente, o câncer reapareceu e agora pior do que antes.


Aby começou com uma dor muito intensa, dificilmente podia se mover com o corpo e não podia falar ou comer com facilidade. A família tomou a importante decisão de deixar suas vidas para trás e se mudar para Chicago pra estarem mais próximo ao hospital e que a Abby pudesse receber toda a atenção necessária, pois agora precisava passar mais tempo ali. O transplante de medula óssea que Abby havia recebidos tempos atrás não foi útil pois seu corpo rejeitou, seus rins começaram a entrar em colapso.


Por causa de sua situação, os médicos informaram à família que a menina tinha apenas alguns dias de vida, então eles decidiram tirá-la de terapia intensiva para que ela pudesse desfrutar sua família.

Os pais se prepararam para o pior, decidiram conversar com a família e todos começaram a chegar de diferentes partes, para a surpresa de todos, Abby sussurrou palavras que acabaram dando esperança: "Tenho tanto para viver".



Depois de um tempo, Abby inesperadamente começou a se recuperar, já não tinha mobilidade em seu corpo, porém voltou a ficar de pé, ainda com dificuldades, mas o que podia fazer diante aos olhos de todos era um milagre, os médicos não conseguiram explicar o que aconteceu, seu corpo tinha desistido, o tratamento havia sido suspenso e a única coisa que eles esperavam era que ela fechasse os olhos para sempre como o médico havia dito, mas ela se agarrou à vida e decidiu ir contra todos os diagnósticos.


Os médicos ainda continuam sem entender o caso de Abby, mas sua recuperação tem sido surpreendente. Passou mais de um ano e a menina se encontra aproveitando sua vida como qualquer outra criança e livre de câncer. Sua família só pode chamá-la de um jeito: milagre. Seus pais dizem: "Nós a vimos morrer e voltar a vida, agora só olhamos para o futuro".


Abby conseguiu superar dois diagnósticos fatais, esperamos que ela tenha uma longa vida cheia de saúde e amor. Você é uma guerreira Abby!

Compartilhe a história de Abby cheia de esperança, lembre-se de que, mesmo no pior caso, não devemos desistir.

Fonte: newsner


Doença é sinônimo de tristeza, não só a pessoa afetada sofre, mas também aqueles que estão à sua volta. É ainda mais lamentável quando a pessoa afetada é menor de idade.
Abby tinha apenas 4 anos e uma vida à frente quando a coisa mais infeliz aconteceu; foi diagnosticada com leucemia. Os médicos informaram os pais que havia apenas 20% de chances da  menina sobreviver, mas ela decidiu agarrar à vida.


O hospital tornou-se a segunda casa da família Furco, todos os membros apoiaram e contribuíram, encheram a menina com amor e muitos cuidados, porque eles sabiam que a qualquer momento eles poderiam perdê-la. Às vezes, os dias costumavam ser tão cansativos, mas, eles decidiram nunca jogar a toalha, pois sua pequena valia todos os esforços, todos os cuidados, toda a fadiga e todas as esperanças do mundo.


Felizmente, após um longo período de tratamento, isso acabou e Abby melhorou, foi capaz de retornar à escola, conviver com seus amigos como qualquer outra criança e levar uma vida mais normal. Mas cantar a vitória foi muito precipitado porque, infelizmente, o câncer reapareceu e agora pior do que antes.


Aby começou com uma dor muito intensa, dificilmente podia se mover com o corpo e não podia falar ou comer com facilidade. A família tomou a importante decisão de deixar suas vidas para trás e se mudar para Chicago pra estarem mais próximo ao hospital e que a Abby pudesse receber toda a atenção necessária, pois agora precisava passar mais tempo ali. O transplante de medula óssea que Abby havia recebidos tempos atrás não foi útil pois seu corpo rejeitou, seus rins começaram a entrar em colapso.


Por causa de sua situação, os médicos informaram à família que a menina tinha apenas alguns dias de vida, então eles decidiram tirá-la de terapia intensiva para que ela pudesse desfrutar sua família.

Os pais se prepararam para o pior, decidiram conversar com a família e todos começaram a chegar de diferentes partes, para a surpresa de todos, Abby sussurrou palavras que acabaram dando esperança: "Tenho tanto para viver".



Depois de um tempo, Abby inesperadamente começou a se recuperar, já não tinha mobilidade em seu corpo, porém voltou a ficar de pé, ainda com dificuldades, mas o que podia fazer diante aos olhos de todos era um milagre, os médicos não conseguiram explicar o que aconteceu, seu corpo tinha desistido, o tratamento havia sido suspenso e a única coisa que eles esperavam era que ela fechasse os olhos para sempre como o médico havia dito, mas ela se agarrou à vida e decidiu ir contra todos os diagnósticos.


Os médicos ainda continuam sem entender o caso de Abby, mas sua recuperação tem sido surpreendente. Passou mais de um ano e a menina se encontra aproveitando sua vida como qualquer outra criança e livre de câncer. Sua família só pode chamá-la de um jeito: milagre. Seus pais dizem: "Nós a vimos morrer e voltar a vida, agora só olhamos para o futuro".


Abby conseguiu superar dois diagnósticos fatais, esperamos que ela tenha uma longa vida cheia de saúde e amor. Você é uma guerreira Abby!

Compartilhe a história de Abby cheia de esperança, lembre-se de que, mesmo no pior caso, não devemos desistir.

Fonte: newsner

Qual é a sua opinião?