Dois mergulhadores ficaram cara a cara com uma anaconda de sete metros

- 10:17

A agência de comunicação Newsflare compartilhou um vídeo inédito em suas redes sociais, onde é possível ver dois mergulhadores frente a frente com uma anaconda de mais de sete metros, nas profundezas do rio Formoso, no estado de Mato Grosso do Sul, aqui no Brasil.

Os dois protagonistas que se aproximaram do réptil foram os cinegrafistas Bartolomeo Bove e Juca Ygarape, que descreveram essa experiência como "a melhor de suas vidas".


Além disso, os dois homens disseram que essa abordagem provaria que as sucuris não são "criaturas agressivas e violentas".

"Esse comportamento contradiz o mito de que é uma criatura agressiva e violenta", disse Bartolomeo Bove.

Essa experiência foi única, uma vez que o espécime media mais de sete metros, o que é incomum para essas cobras que medem entre três e quatro metros de comprimento neste território.
"Os rios e as aguas em torno desta área são os únicos lugares na América do Sul onde as anacondas podem ser encontradas em águas cristalinas e, portanto, é possível mergulhar com elas", disse Bove em entrevista ao Newsflare.

O vídeo foi gravado no final de julho e até 15 de setembro foi publicado pela agência mencionada acima.


A seguir, o encontro de Ygarape e Bove com a anaconda de sete metros no Brasil. ↓



Publicidade