Grupo de 633 mergulhadores bate recorde mundial de limpeza submarina

- 10:50

O evento reuniu 633 mergulhadores com um objetivo: a maior limpeza subaquática do mundo, e eles fizeram isso. Essa ação pela vida aconteceu perto do píer de pesca em Deerfield Beach, em Fort Lauderdale, no sul da Flórida.

A organização responsável pelo evento publicou um vídeo em que o juiz do Guinness World Record, Michael Empric, foi quem anunciou o novo marco.

Não muito tempo atrás, o record pertencia ao mergulhador egípcio Ahmed Gabr, que havia reunido em 2015 614 mergulhadores para uma limpeza do Mar Vermelho, em Hurghada (Egito), de acordo com a Empric.



Este é um grande presente que o planeta e o estado da Flórida recebeu, graças a organizações como Dixie Divers, o grupo de conservação marinha Project AWARE e a agência de mergulho PADI, entre outras, sem a ajuda deles, não teria sido possível.

"Foi um sucesso", disse Jack Fishman, um dos mergulhadores participantes, em sua conta do Facebook.

Ele ressaltou que coletaram mais de 9.000 peças de resíduos marinhos "Para tornar Deerfield Beach um lugar melhor para todos que moram lá, acima e abaixo das ondas".

O lixo no leito do mar tornou-se um tipo de poluição que os seres humanos levam para o oceano, afetando ecossistemas marítimos, dos quais cerca de 3.000 milhões de pessoas dependem.

Esta situação tornou-se perigosa para todos, pois em geral as sacolas plásticas e as garrafas presentes no oceano são responsáveis por milhares de perdas de aves, mamíferos e répteis. As menores partículas estão em todos os tipos de organismos, os seres humanos são culpados disso, uma vez que os peixes e os recursos marinhos estão apresentando micropartículas de plástico que geralmente terminam em nosso corpo, nos matando pouco a pouco.

Vamos incentivar atividades como essas que não apenas geram consciência, mas também nos dão esperança de construir um planeta melhor juntos.

Publicidade