Pesquisar....

"Ela adora": Mulher defende sua decisão de pintar sua cadela apesar das consequências no animal

Por mais de 90 minutos dura o processo no qual um cão de tamanho padrão é totalmente tingido. Dependendo do estilo solicitado pelo proprietário, a técnica pode envolver mais de uma cor, fato que prolonga o período de tempo em que o animal deve permanecer dentro do salão de beleza e aumenta o estresse, mas isso parece ser um fator fora das preocupações daqueles que buscam alterar a imagem natural de seus cães ou gatos.

Nos últimos tempos, essa tendência ganhou terreno em todo o mundo, o que mantém uma porcentagem da população preocupada com os efeitos que os animais de estimação experimentam para alimentar a vaidade de seus donos. Estresse, alergias, envenenamento, perda de olfato e até morte fazem parte das conseqüências que esse tipo de "tratamento" desencadeia em animais, que tendem a ter pele mais sensível.

Apesar dos avisos incansáveis emitidos por veterinários e especialistas, os donos de animais continuam a se envolver nessas práticas, que respondem às tristezas reais contra o bem-estar daqueles que alegam amar os animais. Sacrificar a saúde de um animal por propósitos puramente estéticos carece de lógica, no entanto, há aqueles que continuam a defender suas decisões. É o caso de Nicole Rose, que afirma que sua cadela, Stella, adora estilos divertidos criados através de tinturas de diferentes cores.

Alimentando a vaidade 
A mulher de 33 anos, originalmente do Canadá, tingiu sua cadela de cor fúcsia para seu casamento. Os vestidos de suas madrinhas eram de cor rosa forte, por isso decidiu tingir os cabelos de Stella de uma cor similar para que se combinasse com a cena mágica.

As fotografias do evento foram amplamente aplaudidas por seus vizinhos, no entanto, despertaram a ira de centenas de internautas, que destacaram as conseqüências negativas que os animais experimentam quando forçados a se envolver nesse tipo de prática, que tendem a agradar ao público, a vaidade de seus donos e prejudicar sua saúde física e mental.
Em suas contas nas redes sociais, Nicole publicou várias fotografias de Stella, que mostram que o casamento dela não foi a única vez que ela decidiu pintar o pêlo da cadela. Ao longo dos anos e por ter um cabeleireiro canino, a mulher experimentou diferentes estilos, cores e formas para incluir sua cadela em suas rotinas de beleza.

De uma zebra a um arco-íris, Rose afirma que o pêlo de Stella responde a uma maneira de manter seu animal de estimação feliz e rejeita que isso envolva algum tipo de abuso para com o animal.

"Tingir a pele de Stella é satisfazer seus desejos. Ela não é um acessório, não pintamos o cabelo para que ela possa andar por aí e ser elegante. Quando a deixamos com sua cor natural, ela fica com raiva, como se quisesse mostrar que está insatisfeita com sua aparência. Ela gosta de se tingir”.
"Fomos para rosa, azul e verde a primeira vez que eu tingi e Stella não poderia ter sido mais feliz. Ela começou a correr como louca, sorrindo e pulando no colo de todos, como se dissesse: "Olhe para mim, sou tão bonita". Percebi que era parte de sua personalidade, quem ela era, e não poderíamos privá-la disso. Stella é uma princesa. Ela ama sua aparência diferente, ela é tão mimada ", acrescentou Nicole.

Qual é sua opinião sobre isso? Você faria isso com seu animal de estimação? Deixe seus comentários lá no Facebook!

Via: upsocl


Advertisement
BERIKAN KOMENTAR ()
 
-->