Menina foi sequestrada porém não a mataram e nem estupraram – Graças a um truque que sua mãe lhe ensinou

- 13:42

É lamentável que as mulheres não pareçam estar seguras em nenhum lugar, o simples fato de ser uma mulher as restringe saídas, reduz os horários ou proíbe andar sozinha à noite, no entanto, às vezes, sair à noite não traz qualquer problema para algumas pessoas, porém Jordan Dinsmore não correu com essa sorte e teve uma experiência desagradável que mudou totalmente sua vida. 



A jovem de menos de 20 anos estava voltando para casa depois de um longo dia de trabalho, quando de repente três homens a abordaram, estavam escondidos muito perto de sua casa, possivelmente eles já estavam a vigiando há dias e já conhecia seus horários.

Os homens ameaçaram a Jordan com uma arma, eles levaram todo o dinheiro que ela tinha, incluindo seus cartões de crédito, telefone celular e outros objetos de valor. Mais tarde, eles a forçaram a entrar em seu próprio carro, mas como era padronizado e os sujeitos não sabiam como dirigi-lo, ela mesma tinha que dirigir para onde os sujeitos a indicavam.

Qualquer mulher ou alguém teria travado naqueles momentos de terror, mas Jordan relata que a primeira coisa que passou por sua cabeça foi: "o que minha mãe teria feito?", Claro que a jovem estava com medo, mas sabia perfeitamente que era uma situação de vida ou morte.


Possivelmente, sua vida teria acabado em uma tragédia terrível se, naqueles momentos, Jordan estivesse paralisada de medo, no entanto, em alguma ocasião, sua mãe lhe contou uma amarga experiência que viveu quando estava na universidade:

“Naquele momento, pensei em minha mãe e no que ela havia vivido quando estava na faculdade, tentaram violenta-la, mas ela, com toda sua força e coragem, conseguiu empurrar e golpear com tanta força o agressor que rapidamente fugiu depois disso. Eu não podia ser fraca, também tinha que sair daquela situação como ela, pensei”, comentou Jordan para ABC News 4.

Entre o que recordava da história de sua mãe, três palavras que estavam bem gravadas em sua cabeça foram aquelas que a salvaram: "arme-se com coragem", mas em sua situação, tudo estava muito complicado, pois estava com bandidos dentro de um carro em movimento, não havia outra opção, ela tinha que pular para fora do carro ou eles acabariam com sua vida.

Não havia muito tempo para pensar mais na situação, Jordan aproveitou o menor descuido dos homens, abriu a porta e, apesar da velocidade em que o carro ia, pulou.

A menina caiu na estrada e, embora tenha sofrido vários golpes certamente foram menores que o grande dano causado pelos sujeitos que a tinham sequestrado, um carro parou e ajudou Jordan, imediatamente a levaram para o hospital.

Agora ela está bem, segura e em casa com sua família e diz que a única coisa que ela se arrepende é de não ter visto o rosto dos sujeitos quando ficaram sós em um carro em movimento sem motorista.



"Estou feliz por ter tido a coragem de pular e deixar os sujeitos em um carro sem motorista e a toda velocidade, acho que eles mereceram isso e mais", disse Jordan.

Apenas dois dos três sequestradores  foram presos,  ainda estão procurando o terceiro.

Felizmente, a jovem teve a má experiência de sua mãe, a mesma que a ajudou a sair viva de sua própria experiência, caso contrário Jordan teria tido o infeliz final que, infelizmente, muitas mulheres têm.


Vamos ajudar a espalhar a mensagem e a experiência de Jordan com outras mulheres. O que você acha dessa história? Você acha que Jordan atuou com inteligência? Esperamos sua opinião sobre isso.

Fonte: 4news
Advertisement