Publicado em:

Ele matou o leão mais bonito da África e agora recebe seu grande merecido

Compartilhe

O Parque Nacional Hwange do Zimbábue é o lar de um grande número de animais selvagens, incluindo o rei da savana, o leão, conhecido como Cecil, um dos  mais queridos e populares, morto por Walter Palmer, um dentista americano. Aparentemente, este homem pagou US $ 55.000 para caçar o majestoso animal de 13 anos de idade. 

Após sua aventura, Walter tirou fotos com o leão morto para suas redes sociais, rapidamente recebeu reações negativas de amantes de animais, foi tão fortemente atacado, julgado e criticado que Walter foi forçado a fechar seu negócio e suas redes.

Aparentemente, o homem havia planejado tudo com antecedência, para atrair a atenção de Cecil, o homem contratou um guia, então durante a noite eles planejaram tudo. Para tornar a caça mais efetiva, ele primeiro atirou várias flechas, ferindo o animal e depois o matando após 40 horas. Depois disso, o caçador junto com o guia decapitaram e esfolaram o animal deixando apenas o corpo inerte.

De acordo com as autoridades zimbabuenses, este foi um ato de caça ilegal e está sendo investigado para que não fique impune.


Cecil, era um leão amado, aos 13 anos de idade tornou-se uma celebridade no Parque Nacional Hwange do Zimbábue.


O cadáver de Cecil foi encontrado esfolado e sem cabeça nos arredores do parque. Aparentemente, seus assassinos tentaram esconder as evidências como seu colar de monitorização, mas foi encontrado pelas autoridades.


Depois de encontrar o corpo de Cecil, as autoridades zimbabuenses estão buscando Walter Palmer para que pague o assassinato.


“Walter James Palmer foi o homem que matou Cecil. Então ele cometeu um crime quando realizou um ato de caça ilegal”.

Usuários de redes sociais também discordaram do ato do dentista americano, foi tanto assédio de pessoas que ele foi forçado a fechar sua clínica dental.



 “A clínica dentária pertencente ao polêmico caçador Walter Palmer está completamente fechada. Todas as janelas fechadas”.

Até mesmo os vizinhos deste caçador ilegal mostraram sua desaprovação, colocando alguns cartazes na porta de entrada de sua casa, animais de pelúcia, entre outros, homenageando a Cecil. 


 “A clínica dentária de Walter Palmer tornou-se um local de homenagem improvisada. Cecil o leão em primeiro plano”, compartilhou o repórter Paul Blume. As pessoas o têm chamado de 'assassino' e 'covarde'.




Esta é uma notícia trágica para o parque e para o mundo, Cecil está morto e 24 filhotes ficaram desamparados, talvez muitos deles morreram atacados por um rival macho mais forte querendo ocupar o posto na alcateia.


A última foto de Cecil antes de morrer. Esperamos que a justiça seja feita e que os culpados paguem pelo que fizeram.

Esta triste história tem como objetivo aumentar a conscientização entre as pessoas, já chega de tantos abusos e maus tratos contra os animais! Compartilhe para que mais pessoas conheçam a história trágica de Cecil e este caso não fique impune.

Fonte: labunedealgodon, boredpanda


O Parque Nacional Hwange do Zimbábue é o lar de um grande número de animais selvagens, incluindo o rei da savana, o leão, conhecido como Cecil, um dos  mais queridos e populares, morto por Walter Palmer, um dentista americano. Aparentemente, este homem pagou US $ 55.000 para caçar o majestoso animal de 13 anos de idade. 

Após sua aventura, Walter tirou fotos com o leão morto para suas redes sociais, rapidamente recebeu reações negativas de amantes de animais, foi tão fortemente atacado, julgado e criticado que Walter foi forçado a fechar seu negócio e suas redes.

Aparentemente, o homem havia planejado tudo com antecedência, para atrair a atenção de Cecil, o homem contratou um guia, então durante a noite eles planejaram tudo. Para tornar a caça mais efetiva, ele primeiro atirou várias flechas, ferindo o animal e depois o matando após 40 horas. Depois disso, o caçador junto com o guia decapitaram e esfolaram o animal deixando apenas o corpo inerte.

De acordo com as autoridades zimbabuenses, este foi um ato de caça ilegal e está sendo investigado para que não fique impune.


Cecil, era um leão amado, aos 13 anos de idade tornou-se uma celebridade no Parque Nacional Hwange do Zimbábue.


O cadáver de Cecil foi encontrado esfolado e sem cabeça nos arredores do parque. Aparentemente, seus assassinos tentaram esconder as evidências como seu colar de monitorização, mas foi encontrado pelas autoridades.


Depois de encontrar o corpo de Cecil, as autoridades zimbabuenses estão buscando Walter Palmer para que pague o assassinato.


“Walter James Palmer foi o homem que matou Cecil. Então ele cometeu um crime quando realizou um ato de caça ilegal”.

Usuários de redes sociais também discordaram do ato do dentista americano, foi tanto assédio de pessoas que ele foi forçado a fechar sua clínica dental.



 “A clínica dentária pertencente ao polêmico caçador Walter Palmer está completamente fechada. Todas as janelas fechadas”.

Até mesmo os vizinhos deste caçador ilegal mostraram sua desaprovação, colocando alguns cartazes na porta de entrada de sua casa, animais de pelúcia, entre outros, homenageando a Cecil. 


 “A clínica dentária de Walter Palmer tornou-se um local de homenagem improvisada. Cecil o leão em primeiro plano”, compartilhou o repórter Paul Blume. As pessoas o têm chamado de 'assassino' e 'covarde'.




Esta é uma notícia trágica para o parque e para o mundo, Cecil está morto e 24 filhotes ficaram desamparados, talvez muitos deles morreram atacados por um rival macho mais forte querendo ocupar o posto na alcateia.


A última foto de Cecil antes de morrer. Esperamos que a justiça seja feita e que os culpados paguem pelo que fizeram.

Esta triste história tem como objetivo aumentar a conscientização entre as pessoas, já chega de tantos abusos e maus tratos contra os animais! Compartilhe para que mais pessoas conheçam a história trágica de Cecil e este caso não fique impune.

Fonte: labunedealgodon, boredpanda

Qual é a sua opinião?