Publicado em:

Amarrado à árvore e deixado para morrer: As imagens cruéis de animais no meio da inundação no Texas

Compartilhe

O desespero do cão torna-se evidente à medida que a água se ergue ao redor dele.

Durante as últimas 24 horas, a cidade de Victoria no Texas, EUA, tem sido atormentado pela crueza dos desastres naturais em sua máxima expressão. As inundações produzidas por um passo do Furacão Harvey têm causado estragos tantos em edifícios como na vida humana e animal.

No entanto, uma série de fotografias tiradas de cães, vacas, cavalos, e burros injustamente abandonados por seus donos, evidenciam de maneira ainda mais cruel, a imensa falta de consideração por parte de algumas pessoas em relação aos seus animais.

As chuvas que acompanharam o furacão Harvey elevaram o nível da água a mais de 10 centímetros acima do solo, o que permitiu que em alguns setores as inundações atingissem mais de um metro de altura.

Imagens fortes mostram isso.


Após a passagem de ventos superiores a 100 quilômetros por hora, foram centenas de milhares de cidadãos que se viram obrigadas a procurar entre os restos que permaneceram de suas casas, qualquer pertence ainda em bom estado.

Os animais, no entanto, tomaram a pior parte.

Abandono, desespero e afogamento.


Apesar do evidente desastre já produzido pela passagem do furacão, as autoridades indicam que o pior ainda está por vir. Espera-se que as tempestades aumentem a queda d'água a mais do dobro já precipitada.

Os animais, lamentavelmente, não sabem e podem fazer pouco para se preparar. A responsabilidade, então, é única e exclusiva dos seus proprietários e, até agora, pouca preocupação foi mostrada.


As fortes imagens capturadas pela equipe fotográfica de Daily Mail circularam o mundo e tem causado forte impacto nas redes sociais pela cruel realidade que eles mostram.


Milhares de casas foram destruídas


A chamada foi explícita. As autoridades insistem que os proprietários de animais não os abandonam por qualquer motivo.

Uma triste realidade que aflige o Texas nos EUA e, infelizmente, ameaça se tornar seriamente pior nos próximos dias.

Fonte: UPSOCL/Daily  Mail


O desespero do cão torna-se evidente à medida que a água se ergue ao redor dele.

Durante as últimas 24 horas, a cidade de Victoria no Texas, EUA, tem sido atormentado pela crueza dos desastres naturais em sua máxima expressão. As inundações produzidas por um passo do Furacão Harvey têm causado estragos tantos em edifícios como na vida humana e animal.

No entanto, uma série de fotografias tiradas de cães, vacas, cavalos, e burros injustamente abandonados por seus donos, evidenciam de maneira ainda mais cruel, a imensa falta de consideração por parte de algumas pessoas em relação aos seus animais.

As chuvas que acompanharam o furacão Harvey elevaram o nível da água a mais de 10 centímetros acima do solo, o que permitiu que em alguns setores as inundações atingissem mais de um metro de altura.

Imagens fortes mostram isso.


Após a passagem de ventos superiores a 100 quilômetros por hora, foram centenas de milhares de cidadãos que se viram obrigadas a procurar entre os restos que permaneceram de suas casas, qualquer pertence ainda em bom estado.

Os animais, no entanto, tomaram a pior parte.

Abandono, desespero e afogamento.


Apesar do evidente desastre já produzido pela passagem do furacão, as autoridades indicam que o pior ainda está por vir. Espera-se que as tempestades aumentem a queda d'água a mais do dobro já precipitada.

Os animais, lamentavelmente, não sabem e podem fazer pouco para se preparar. A responsabilidade, então, é única e exclusiva dos seus proprietários e, até agora, pouca preocupação foi mostrada.


As fortes imagens capturadas pela equipe fotográfica de Daily Mail circularam o mundo e tem causado forte impacto nas redes sociais pela cruel realidade que eles mostram.


Milhares de casas foram destruídas


A chamada foi explícita. As autoridades insistem que os proprietários de animais não os abandonam por qualquer motivo.

Uma triste realidade que aflige o Texas nos EUA e, infelizmente, ameaça se tornar seriamente pior nos próximos dias.

Fonte: UPSOCL/Daily  Mail

Qual é a sua opinião?